Pense no seu carnaval!!!


Refletindo sobre o Carnaval, essa festa pagã que é festejada em várias partes do mundo de forma e datas distintas, mas pensando no Brasil e em nossa realidade, e upenso que as crenças religiosas são expressas em danças, rituais, mitos e inclusive em festas populares. No contexto cultural brasileiro, como resultado de toda uma herança colonial, indígena e africana, as festividades são marcadas pela idolatria, espiritismo, superstição e pelo sincretismo religioso. Acredita-se que o Carnaval tenha surgido de festas e ritos direcionados à deusa Ísis e so deus Osíris, no Egito Antigo, 2000 a.C ou que teria vindo da Roma Antiga.
A carne ultrapassa os limites do homem para dar significado a oposição humana contra Deus e os seus princípios.A ação da carne, pode ser pessoal ou coletiva.
Pensando nestas verdades, nestas máximas que eu ouço desde criança, eu acredito que durante o ano inteiro as pessoas passam por momentos difíceis, choram em meio às lutas, gemem com suas dores e atravessam sozinhas seus conflitos, muitas das vezes sem o apoio de um único amigo, mas chegam ao Carnaval de maneira enganosa cantando suas próprias lágrimas em forma de enredo, ou marchinhas de carnaval, como se nada tivesse acontecido.
Alguma vez ja refletiu sobre isso? Onde todos cantam, dançam, celebram por apenas alguns minutos, e nem mesmo sabem a motivação. Algumas vezes o que motiva são suas próprias desgraças. O mundo pára com a multidão de pessoas dançando, aplaudindo e por alguns minutos se esquivam de suas próprias dores, aflições e grandes lutas pessoais que as acompanham no decorrer do ano. Após todo o frenesi, o êxtase chega a quarta-feira que chamam de cinzas, e é chegada a hora de encarar os resultados da falsa e momentânea felicidade, por que a vida continua, as dívidas não foram pagas, as dores não foram aliviadas, as aflições insistem em ficar, as perdas não foram recuperadas, mas o Carnaval acabou, cessou e levou consigo os momentos de fuga.
As pessoas se encontram novamente sozinhas e infelizes ao encarar a própria realidade.
Depois de viver todo esse engano, eu acredito que há uma felicidade verdadeira e definitiva, e que não se canta em mentiras nas avenidas, passarelas, blocos e trios elétricos da vida, a verdadeira alegria entá em JESUS CRISTO, só Ele me faz cantar de alegria todos os dias, independente do que aconteça, sei que Ele é comigo e nunca me deixa sozinha, com Ele minha vida está sempre em primeiro lugar nos julgamentos humanos, com Ele não preciso fantasia, posso ser quem sou sem máscaras. E nEle sei que por toda minha vida posso confiar. Não apenas por quatro dias festivos e barulhentos, mas em cada dia da minha vida, tenho motivos para agradecer, cantar, dançar, festejar, celebrar e viver a verdadeira felicidade, viver a vida abundante que só existe em Jesus!!!
Saiamos da avenida obscura que por vezes nos encanta e possamos cantar e louvar no altar de Deus que abençoará a nossa vida todos os dias. Provemos dessa verdade!!!
Jesus nos ama e quer nos alcançar!!!

1 comentários:

My Dreams disse...

Certo cristão um dia foi cortar os cabelos na barbearia e o barbeiro indagou ao homem: "Não existe Deus, pois se existisse não haveria fome, violência, destruição, tantas desgraças no mundo". O cristão ficou um pouco sem jeito e foi embora pra sua casa. No caminho encontrou um mendigo cabeludo, e ao vê-lo de imediato teve uma resposta ao barbeiro. Convidou-o para cortar seus cabelos, e ao chegar na barbearia exclamou: "Não existe barbeiros nesta cidade". O barbeiro ficou surpreso e perguntou:
"Tá ficando doido, eu acabei de cortar seus cabelos, não foi?"
O cristão respondeu: "Se ouvesse barbeiros nesta cidade este homem não estaria nesta situação."
O barbeiro respondeu: "Ah. mais ele nunca me pediu pra que eu cortasse seus cabelos."
Logo o cristão disse: "Veja a resposta para suas dúvidas: As pessoas não conhecem Deus, pelo siples fato de não O buscar, não pedem pelas suas vidas e reclamam por sofrer como se Deus estivesse feito os homens tais robôzinhos."
Conclusão: As pessoas estão sedentas por ser feliz e acreditam que podem conseguir a felicidade em pequenos momentos na vida, em realizações materiais, em festas, bebedeiras, drogas, sexo e tantas outras coisas vãs. Mas não procuram pela verdadeira felicidade que não é momentânea e nem tão pouco passageira, não buscam ao Deus que limpa, salva, liberta, cura e dá de graça ela, a tão procurada FELICIDADE.
Errar é humano, permanecer no erro é burrice.

Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus. (Is 44v6)

Páginas

Pense no seu carnaval!!!


Refletindo sobre o Carnaval, essa festa pagã que é festejada em várias partes do mundo de forma e datas distintas, mas pensando no Brasil e em nossa realidade, e upenso que as crenças religiosas são expressas em danças, rituais, mitos e inclusive em festas populares. No contexto cultural brasileiro, como resultado de toda uma herança colonial, indígena e africana, as festividades são marcadas pela idolatria, espiritismo, superstição e pelo sincretismo religioso. Acredita-se que o Carnaval tenha surgido de festas e ritos direcionados à deusa Ísis e so deus Osíris, no Egito Antigo, 2000 a.C ou que teria vindo da Roma Antiga.
A carne ultrapassa os limites do homem para dar significado a oposição humana contra Deus e os seus princípios.A ação da carne, pode ser pessoal ou coletiva.
Pensando nestas verdades, nestas máximas que eu ouço desde criança, eu acredito que durante o ano inteiro as pessoas passam por momentos difíceis, choram em meio às lutas, gemem com suas dores e atravessam sozinhas seus conflitos, muitas das vezes sem o apoio de um único amigo, mas chegam ao Carnaval de maneira enganosa cantando suas próprias lágrimas em forma de enredo, ou marchinhas de carnaval, como se nada tivesse acontecido.
Alguma vez ja refletiu sobre isso? Onde todos cantam, dançam, celebram por apenas alguns minutos, e nem mesmo sabem a motivação. Algumas vezes o que motiva são suas próprias desgraças. O mundo pára com a multidão de pessoas dançando, aplaudindo e por alguns minutos se esquivam de suas próprias dores, aflições e grandes lutas pessoais que as acompanham no decorrer do ano. Após todo o frenesi, o êxtase chega a quarta-feira que chamam de cinzas, e é chegada a hora de encarar os resultados da falsa e momentânea felicidade, por que a vida continua, as dívidas não foram pagas, as dores não foram aliviadas, as aflições insistem em ficar, as perdas não foram recuperadas, mas o Carnaval acabou, cessou e levou consigo os momentos de fuga.
As pessoas se encontram novamente sozinhas e infelizes ao encarar a própria realidade.
Depois de viver todo esse engano, eu acredito que há uma felicidade verdadeira e definitiva, e que não se canta em mentiras nas avenidas, passarelas, blocos e trios elétricos da vida, a verdadeira alegria entá em JESUS CRISTO, só Ele me faz cantar de alegria todos os dias, independente do que aconteça, sei que Ele é comigo e nunca me deixa sozinha, com Ele minha vida está sempre em primeiro lugar nos julgamentos humanos, com Ele não preciso fantasia, posso ser quem sou sem máscaras. E nEle sei que por toda minha vida posso confiar. Não apenas por quatro dias festivos e barulhentos, mas em cada dia da minha vida, tenho motivos para agradecer, cantar, dançar, festejar, celebrar e viver a verdadeira felicidade, viver a vida abundante que só existe em Jesus!!!
Saiamos da avenida obscura que por vezes nos encanta e possamos cantar e louvar no altar de Deus que abençoará a nossa vida todos os dias. Provemos dessa verdade!!!
Jesus nos ama e quer nos alcançar!!!

1 comentários:

My Dreams disse...

Certo cristão um dia foi cortar os cabelos na barbearia e o barbeiro indagou ao homem: "Não existe Deus, pois se existisse não haveria fome, violência, destruição, tantas desgraças no mundo". O cristão ficou um pouco sem jeito e foi embora pra sua casa. No caminho encontrou um mendigo cabeludo, e ao vê-lo de imediato teve uma resposta ao barbeiro. Convidou-o para cortar seus cabelos, e ao chegar na barbearia exclamou: "Não existe barbeiros nesta cidade". O barbeiro ficou surpreso e perguntou:
"Tá ficando doido, eu acabei de cortar seus cabelos, não foi?"
O cristão respondeu: "Se ouvesse barbeiros nesta cidade este homem não estaria nesta situação."
O barbeiro respondeu: "Ah. mais ele nunca me pediu pra que eu cortasse seus cabelos."
Logo o cristão disse: "Veja a resposta para suas dúvidas: As pessoas não conhecem Deus, pelo siples fato de não O buscar, não pedem pelas suas vidas e reclamam por sofrer como se Deus estivesse feito os homens tais robôzinhos."
Conclusão: As pessoas estão sedentas por ser feliz e acreditam que podem conseguir a felicidade em pequenos momentos na vida, em realizações materiais, em festas, bebedeiras, drogas, sexo e tantas outras coisas vãs. Mas não procuram pela verdadeira felicidade que não é momentânea e nem tão pouco passageira, não buscam ao Deus que limpa, salva, liberta, cura e dá de graça ela, a tão procurada FELICIDADE.
Errar é humano, permanecer no erro é burrice.

Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus. (Is 44v6)

Minha foto
Vania
“…Aos olhos do Pai, eu sou uma obra-prima que Ele planejou e com suas próprias mãos pintou…A cor da minha pele, os meus cabelos desenhou,cada detalhe um toque de amor…Nunca deixo alguém dizer que não sou querida, antes de eu nascer, Deus sonhou comigo…” Minha versão. (Ana Paula Valadão) Sou uma pessoa muito feliz, e muito amada pelo meu Deus, pelo meu marido, minha família e meus amigos.
Visualizar meu perfil completo